Food XP Delivery, entrega, pedido, aplicativo.
PALESTRA ALERTOU PARA OS PERIGOS DO CÂNCER DE MAMA

Inaugurada dia 30 de março de 2012, a Casa de Apoio ao Paciente de Câncer surgiu através de um sonho das mulheres do Grupo de Apoio à Mama (Gama) de Pato Branco. Conhecedoras do sofrimento ao qual os pacientes em tratamento de câncer são submetidos, com as inúmeras viagens diárias para realizar sessões de quimioterapia e radioterapia, elas resolveram lutar para criar um local de estadia gratuita com o qual os mais carentes pudessem contar. 

casa-apoio 1

A entidade possui 11 dormitórios com capacidade para acomodar 44 pessoas, e estrutura completa para receber pacientes e acompanhantes. Em um ano, a casa recebeu 489 pacientes do Oeste de Santa Catarina, microrregião de Pato Branco e até mesmo de estados mais longínquos, como Roraima. Na luta contra a doença A Casa de Apoio foi criada para pacientes como o senhor David Mussato, do interior de Coronel Vivida, que, acompanhado pela esposa, Rosina, está na casa há cerca de um mês lutando contra uma rescidiva de câncer de garganta.

"Se não tivesse a casa aqui, seria uma canseira para o David, porque leva uma hora pra gente vir de casa até Pato Branco. Aqui nós temos tudo, estamos até melhor do que em casa, porque recebemos tudo na mão", relata Rosina, em nome do casal. David, que não pode falar muito devido ao tratamento, só deve terminar as sessões de quimioterapia e radioterapia no final do mês de abril. Voluntariado e doações Apesar de ter recebido em março deste ano o título de utilidade pública federal, a Casa de Apoio ainda não conta com o repasse de nenhum recurso público para manter sua estrutura, que fornece diariamente aos pacientes, além da hospedagem, artigos de higiene, cinco refeições, acompanhamento nutricional e atendimento psicológico e fisioterápico. Segundo a presidente do Grupo Gama, Clemair Bertol, cada paciente tem custo de R$ 65 mensais para a instituição.

"Neste valor está computado apenas o que utilizamos de dinheiro para pagar os nove funcionários e adquirir materiais e alimentos para a casa, mas se tivéssemos que pagar pelos serviços de psicólogos, nutricionistas, auxiliar de enfermagem e fisioterapeutas voluntários que temos, assim como pelas doações de alimentos que recebemos, este custo seria muito mais elevado", ressalta.

Diversos empresários e a população já reconhecem a importância do serviço prestado pela Casa de Apoio. Quinzenalmente a entidade recebe a doação de frangos de uma empresa da cidade, assim como de bandejas de iogurte de outra, além de diversas doações de ranchos completos ou de apenas alguns itens, que são entregues diretamente no local de forma anônima.

Para manter o atendimento de alto padrão que disponibilizam para os pacientes, a Casa de Apoio realiza durante todo o ano diversos eventos com o objetivo de angariar fundos, como brechós itinerantes, chás beneficentes e o tradicional Baile do Branco e Preto. A entidade também possui um serviço de callcenter, através do qual sete moças fazem ligações para a população pedindo doações. "Não estipulamos valores, a pessoa é quem diz se pode ou não fazer a doação e de qual valor. Temos dois motoboys que buscam o dinheiro e já levam o recibo no valor da doação", conta a presidente.

Doações para a entidade podem ser feitas através dos telefones (46) 3223-3039 e (46) 3223-1181 ou diretamente na conta da Casa de Apoio, Agência 0737, Conta Corrente 50302-9, do Banco Sicredi.

Matéria veiculada no Jornal de Beltrão dia 30/03/2013  -  Texto: Luana Borba

 

 

Voltar
Confira as Últimas Notícias
Página 1 de 51
Rua Teóphilo Augusto Loiola, 360 - Sambugaro
Pato Branco/PR | 85502-480
contato@gamapatobranco.org.br
(46) 3223-3039
(46) 99113-6164
(46) 99913-1000